Você está aqui
Home > Endurance > ELMS > Filipe Albuquerque: “Gostava de Ter Andado Mais Vezes em Portimão”

Filipe Albuquerque: “Gostava de Ter Andado Mais Vezes em Portimão”

 

Filipe Albuquerque volta este fim-de-semana ao Autódromo Internacional do Algarve, para juntamente com a United Autosports e os seus companheiros de equipa, Hugo De Sadeleer e Will Owen, tentar levar o #32 Ligier JSP217 – Gibson à vitória e, eventualmente, ao título de Campeão do European Le Mans Series. Atualmente, ocupa a 2ª posição no campeonato, a 18 pontos da G-Drive Racing, o que o coloca dependente da performance dos líderes da competição. De qualquer modo, a correr em casa e com o apoio dos portugueses, família, amigos e fãs, o jovem de Coimbra está com a moral em alta e transmitiu isso mesmo numa entrevista ao site oficial do European Le Mans Series, que aqui lhe trazemos.

Até que ponto é importante para ti, como piloto português, ter a última corrida do ano em frente à tua família, amigos, patrocinadores e fãs?
F. A. – Como português, obviamente estou muito feliz por ter a última corrida de um campeonato tão importante, em Portugal. É uma boa pista, estivemos no Estoril no passado, agora vamos para Portimão e eu estou, é claro, muito feliz por isso.

Após três anos no Estoril, agora a temporada termina em Portimão. O que pensas do traçado do Algarve?
F. A. – Tenho boas memórias da pista, embora gostaria de ter andado lá mais vezes, mas infelizmente tal não se tem proporcionado durante a minha carreira. Tenho aliás muito boas memórias de lá, o ambiente é fantástico, é junto à costa no Algarve que é um sítio maravilhoso. Todo o ambiente em redor da pista e o próprio traçado são muito agradáveis, por isso, a somar ao Estoril que também é excelente, Portimão é ao mesmo nível, pelo que acho que mesmo os pilotos do ELMS que nunca andaram na pista vão adorar.

Que parte da pista mais te agrada?
F. A. – Ah, decididamente a última curva é uma das minhas favoritas, por que é no limite, faz-se a fundo, a subir e a descer, completamente cega, pelo que temos que saber muito bem o que estamos a fazer. Parece fácil, mas pode ser traiçoeira por causa da levitação e de como o carro se torna leve, perdendo a carga aerodinâmica para depois ganhar tração de repente. É muito exigente para os pneus e eu gosto disso.

Correr em casa, coloca mais pressão sobre ti ou ajuda-te melhor a preparar para a corrida?
F. A. – A preparação para a corrida é sempre a mesma, mas a corrida ‘de casa’ acaba por me envolver mais porque tenho e quero, dar mais atenção à minha família, amigos, sponsors e aos meus fãs, mostrar-lhes este ambiente, a equipa etc. Coloco sempre alguém a ajudar-me nesse capítulo, mas para estas pessoas também é importante poderem estar comigo e para mim também, o que acaba por tirar algum tempo do meu fim-de-semana de corrida, porque depois, durante o resto do ano, não tenho tanta gente a acompanhar-me. Mas eu gosto de os ter comigo e a torcerem por mim. É bom num aspeto e por outro lado exige muito mais de mim, mas com a experiência que já tenho, consigo líder bem com isso.

Esta é a primeira temporada da United Autosports em LMP2. Cmo está a correr a temporada até agora?
F. A. – Acho que estamos a fazer uma excelente temporada. Esperávamos estar a lutar pelo campeonato e estamos. A partir de meio da temporada em diante, esperávamos estar a lutar pelas vitórias e, por acaso, vencemos logo a primeira corrida, pelo que estamos a superar as nossas expectativas. Infelizmente, durante a temporada, também tivemos algumas ‘armadilhas’, como o incidente em Paul Ricard, um pequeno problema também que tivemos em Monza, que nos atirou para trás do top três, onde normalmente não estaríamos, o que dificultou o nosso campeonato. Agora não dependemos só de nós. De qualquer modo, temos duas vitórias, somos a única equipa no campeonato que conseguiu isso, o que mostra a competitividade do nosso carro e do trabalho da nossa equipa. É o primeiro ano em LMP2 e a equipa tem estado muito bem.

Fotos: ELMS/Jakob Ebrey Photography

 

Facebook
Twitter

 

Artigos Semelhantes

Top