Você está aqui
Home > Endurance > ELMS > Portimão Foi Ribalta Para Três Novos Campeões do ELMS

Portimão Foi Ribalta Para Três Novos Campeões do ELMS

 

As 4 Horas de Portimão encerraram em ambiente de festa o ano 2017 do European Le Mans Series, sendo um palco solarengo e acolhedor para os novos Campeões das várias classes, entre pilotos e equipas.

Havia tudo em aberto, para as três classes à procura de novos campeões, nesta derradeira etapa do European Le Mans Series. Naquela que mais dizia aos portugueses – LMP2 – Flipe Albuquerque carregava o sonho de trazer para Portugal, para Coimbra, o título de Campeão da classe. No entanto, as incidências da corrida acabaram por deixar o luso no lugar de vice, que de igual forma nos enche de orgulho.

No arranque da corrida, muito atribulado face às vicissitudes da reta de meta de Portimão, o carro da Panis Barthez Competition manteve a liderança que trazia da pole position de sábado. No carro #32 da United Autosports, Hugo de Sadeleer (Will Owen, Filipe Albuquerque) assaltou a curva 1 do Autódromo do Algarve para assumir o 2º lugar, ganhando um do que trazia à partida. Pouco depois, era líder e iniciava um duelo que durou mais de metade da prova, em que ia intercalando a cabeça da corrida com o #40 da Graff, que trazia Gustavo Yacaman/James Allen/Richard Bradley. O carro #32 da United Autosports levava a missão de vencer, na esperança que os líderes do campeonato – #22 G-Drive – tropeçassem para apenas se levantar abaixo do 7º lugar.

#22 G-Drive Oreca 07/Gibson (LMP2) – Memo Rojas/Leo Roussel/Ryo Hirakawa

Acabou no entanto por ser o carro que transportava a esperança lusa a ‘tropeçar’, quando lhe foi imposta uma penalização de 55 segundos (parado na boxe), por ter sido excedida a velocidade na mesma. O Ligier, então líder, com esta penalização caíu para o 3º lugar, muito curto nas contas do campeonato, quando o #22 G-Drive era 4º e só faltava hora e meia para o final da prova .

Até ao fim, enquanto Richard Bradley guiava exemplarmente o #40 Graff Oreca 07 – Gibson até à vitória, Filipe Albuquerque ainda conseguiu retirar a 2ª posição ao #27 SMP Racing Dallara P217 – Gibson, com Mateevos Isaakyan ao volante. O português assegurou a 2ª posição, que dava exatamente o mesmo lugar no campeonato, para ele e os seus companheiros de equipa, Sadeleer e Owen.

O Dallara da SMP Racing com Mateevos Isaakyan/Egor Orudzhev assegurou o 3º lugar na prova, depois de uma prestação bastante consistente.

O #32 G-Drive Racing Oreca 07 – Gibson de Memo Rojas/Ryo Hirakawa/Leo Roussel chegou em 4º, posição que lhes garantiu (Memo Rojas/Leo Roussel) o cetro de Campeões 2017 do European Le Mans Series. A G-Drive venceu nas Equipas.

Na corrida, o #47 Cetilar Villorba Corse Dallara P217 – Gibson de Andrea Belicchi/Giorgio Sernagiotto/Roberto Lacorte, fechou o top cinco.

No pódio do campeonato, atrás da G-Drive (#22) e United Autosports (#32), ficou o carro #40 da Graff.

#2 United Autosports Ligier JS P3 Nissan (LMP3) – John Falb/Sean Rayhall

United Autosports Vence LMP3 – corrida e campeonato

Christian England/Mark Patterson/Wayne Boyd, no #3 United Autosports Ligier JS P3 Nissan, venceram a corrida na classe LMP3. A prova do carro #3 não foi fácil e várias vezes houve o risco de acabar fora de pista, algumas delas na disputa com o outro carro da United, o #2 de John Falb/Sean Rayhall, que lutavam pela vitória e pelo título. Na hora certa, a gestão tática da United Autosports falou mais alto, posicionando os carros de forma a assegurar a vitória na prova e no campeonato.

Com esta dobradinha, a United Autosports venceu destacada nas Equipas enquanto John Falb/Sean Rayhall são os Campeões de LMP3. Na corrida, o derradeiro lugar do pódio foi para o #18 M.Racing – YMR Ligier JS P3 de Antoine Jung/Alexandre Cougnaud/Romano Ricci, que também asseguraram a 2ª posição no campeonato.

O pódio do campeonato de pilotos foi assegurado por Christian England/Mark Patterson/Wayne Boyd, enquanto que nas Equipas foi pertença do #3 da United Autosports.

#66 JMW Motorsport Ferrari 488 GTE (LMGTE) – Jody Fannin/Robert Smith/Will Stevens

Porsche vence corrida de LMGTE e Ferrari celebra título

A classe LMGTE foi muito interessante de seguir, hoje no Autódromo do Algarve, tanto pela corrida, como pela disputa do campeonato.

O Ferrari que havia obtido a pole, o #55 Spirit Of Race 488 GTE de Duncan Cameron/Matt Griffin/Aaron Scott, que também lutava pelo título, abandonou antes do meio da prova, com problemas de motor. Mediante esta desistência, sobravam os líderes do campeonato, antes do início da prova, o #90 TF Sport Aston Martin V8 Vantage de Euan Hankey/Nicki Thiim/Salih Yoluc e o #66 JMW Motorsport Ferrari 488 GTE de Jody Fannin/Robert Smith/Will Stevens. A vantagem dos pilotos do Aston era de um ponto, mas desde o início da corrida se percebeu que, em Portimão, o carro britânico não tinha andamento, nem para o Porsche, nem para os Ferrari.

O Ferrari amarelo da JMW liderou até bem perto do fim (últimos 10 minutos), altura em que Matteo Cairoli tomou a liderança, no #77 Proton Competition Porsche 911 RSR que dividiu com Christian Ried e Joël Camathias. Enquanto o Porsche vencia a prova, era o Ferrari da JMW, com Jody Fannin ao volante, que era segundo mas Campeão do ELMS em LMGTE. O Aston Martin da TF Sport concluiu a corrida em 3º.

Jody Fannin e Robert Smith, são os novos Campeões de LMGTE, seguidos de Euan Hankey/Nicki Thiim/Salih Yoluc e de Matteo Cairolli/Christian Ried/Joël Camathias. Entre as Equipas, a JMW Motorsport (#66) é Campeã, seguida da TF Sport (90) e Proton Competition (#77).

Para o ano há mais, no European Le Mans Series!

Fotos: ELMS/Jakob Ebrey Photography

40_Race_Portimao
32_Race_Portimao
27_Race_Portimao
3_Race_Portimao
77_Race_Portimao
90_Race_Portimao

Carros nas fotos do slider:

#40 Graff Oreca 07/Ginson
#32 United Autosports Ligier JSP217/Gibson
#27 SMP Racing Oreca 07/Gibson
#3 United Autosports Ligier Js P3/Nissan
#77 Proton Competition Porsche 911 RSR
#90 TF Sport Aston Martin V8 Vantage

 

Facebook
Twitter

 

Artigos Semelhantes

Top